Crise

07:56


Oi... É... Oi? Gente? Por onde devo começar?... Não sei mais.
Já faz quanto tempo? Quase um ano? Talvez.
A verdade é que eu não sabia como voltar. Depois que eu fico um tempo sem postar... Vou me acomodando, acomodando... E quando vejo já passou todo esse tempo. E além disso, pessoas próximas a mim descobriram meu blog. Droga... Não posso mais falar mal de ninguém! (kkkk)
Eu me formei, é verdade. Voltei pra casa e comecei uma nova fase na minha vida. Mas tudo ficou muito confuso a partir daí. Sinto que entrei em um período de crise. Fiquei longe do meu amor, e isso me enfraqueceu muito. Comecei a buscar emprego, e me decepcionei. Foram muitos "nãos", muitas viagens que acabaram dando em nada, até que encontrei um emprego e um cartaz na minha vida escrito "BEM VINDA A VIDA ADULTA".
Quando criança sonhava em ser adulta. "Ah, porque eu vou fazer tudo que EU quiser! Vou ser dona de mim mesma! Vou trabalhar e ter MEU dinheiro". Ah, cala a boca! Até parece.
A vida é diferente... Na vida as pessoas são duras, tem pressão o tempo todo, e você o que ganha com tudo isso? Uma úlcera no estômago... 
Todo dia eu escuto um "Mas você já é formada???? Tão nova!!", ou "Você é estagiária?" etc, etc...
Todo dia tenho que lutar contra meus medos. Já pensei em desistir muitas vezes. Recebo muita pressão psicológica o tempo todo. Tem pessoas legais, mas tem aquelas que fazem você se sentir péssima. Tem animais que eu não consigo salvar. Já chorei muito por isso. E as vezes no desespero, tenho que respirar fundo muitas vezes pra não sair correndo pela porta e ir embora, porque a pressão é demais pra mim. Mas eu tenho que me manter forte. É o que as pessoas dizem.
Deixei de fazer muitas coisas que eu gostava (o blog foi uma delas)... E não sei se eu gosto dessa pessoa que estou me tornando. Estudo e trabalho o tempo todo e me sinto culpada quando não estou fazendo isso. As vezes, quando me dou conta estou no meio da cidade, minhas pernas me levando à lugares que eu não gostaria de ir, mas eu vou... Porque? Porque eu tenho que ir, não tenho? Não sei...! Não sei mais...
Eu ainda estou aprendendo essas coisa de "ser adulta". Tenho falhado miseravelmente, confesso. Eu tento todo dia. E é difícil pra caramba se vocês querem saber. As vezes dá vontade de sair correndo, deixar tudo pra trás e ir pro Chile. Viver com as lhamas nas montanhas! O_O
Apesar de todas as coisas ruins, coisas boas continuam a acontecer. E eu tento me sentir grata por elas, por mais que as vezes seja difícil reparar nelas no meio de tanta merda! E aliás, as merdas acontecem por algum motivo, e se estão a acontecer agora, nesse momento da minha vida, existe uma boa razão para isso (li isso num livro de auto-ajuda, e estou tentando me agarrar a isso pra não enlouquecer. Então, vamos acreditar que é verdade!).
Eu ainda não sei o que vai ser da minha vida. Eu to nessa crise existencial e não sei quando vai passar. Só espero ter coragem para conseguir passar por ela, sã e salva.

Qual foi o objetivo deste texto? Isso mesmo. Nenhum.

Gostaria de dizer um "até logo", mas no momento tudo que posso dizer é um "tchau" mesmo. Pode ser que eu volte... 
Tchau!

You Might Also Like

8 comentários

  1. minha flor, vou te falar por mim, me considero uma recém formada e lido com as mesmas tristezas e alegrias dessa vida adulta, mas espero realmente que em breve tudo se ajeite e que esse tchau se torne até logo!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/2016/06/harlequin-lanca.html

    ResponderExcluir
  2. Faça uma lista das coisas que te fazem feliz e tente fazer elas. A nossa vida também não pode ser só estudos e trabalho não. Tô nessa fase de nova adulta também e não é fácil. kkkkkk Eu fiquei tão sufocada que foi tudo pro ralo, agora eu tô tentando recuperar o que perdi.
    Coisas ruins acontecem mesmo, mas gosto daquele ditado, que diz que é pra melhorar depois. Nunca comentei em seu blog, mas por estarmos na mesma fase, não dava pra não comentar.
    Força, moça! Inícios e fins são complicados, mas você vai se sair bem. Já está se saindo bem!
    E também tenho essa coisa de, não saber se compartilho meu blog ou não, pois fico "poxa, se descobrirem onde irei reclamar?" hahaha Mas tem gente que conhece e ando escrevendo o que quero mesmo assim. Pois. hahaha
    Também queria ser adulta pra ser independente. Eu odiava depender de adultos pra tudo. Eu acho que há uma falta de equilíbrio enorme entre nossas fases. Em um não nos deixam fazer nada, na outra temos que fazer tudo e no geral as pessoas mais se atrapalham do que ajudam. Ai, sobreviver pode ficar meio complicado. A gente tem que achar o equilíbrio entre o que o mundo é o que a gente é, entre o que o mundo quer e o que a gente precisa como pessoa.
    Beijo! <3 Cuide de você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É reconfortante saber que não estou sozinha. Obrigada por compartilhar comigo <3

      Verdade, concordo com você. Parece que quando eu sai da faculdade, comecei abruptamente na vida adulta e isso causa uma bagunça na gente!

      Obrigada pelas palavras <3 Espero te ver sempre por aqui, Ana. Beijos!

      Excluir
  3. Olá Dessa! Não sei se lembra de mim.. sou a Miu-chan do blog Sono Otaku Sekai De! Eu fiquei um tempo sem acessar a blogosfera e agora estou tentando retornar mesmo que as postagens não tenham tanta frequência. Eu entendo sua crise e eu quero que saiba que tem meu apoio total. Infelizmente não é a primeira blogueira a sair da blogosfera e é uma das boas! Espero que volte logo a postar e que se sinta tão radiante quanto quando entrou na faculdade! Melhoras
    bronze-queimado.blogspot.com

    ~kissus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana <3 Lembro do seu blog sim!
      Muito obrigada *-* Fico lisonjeada com o elogio!
      Vou visitar seu blog com certeza! Bjos!

      Excluir
  4. Oii Dessa! Primeiramente, que saudade de você! Quanto tempo não nos falamos <3 Bem eu agora estou em uma fase 2x mais que a sua. Posso expor um pouco da minha para te mostrar que a vida é assim mesmo, ninguém disse que seria fácil (só se você ganhasse na loteria rs). Mas o que eu sempre aprendi do meu pai dizendo, é que "a vida lá fora vai te ensinar a viver". Você vai precisar ser corajosa, ágil, simpática, tudo isso e mais outras. Em casa nós relaxamos e apenas deixamos a vida passar. Eu quando consegui meu primeiro emprego (Lê-se dinheiro, pois só pensava nisso), fiquei toda contente, as semanas foram se passando e eu fui meio que me adaptando ao cotidiano. Sou da área de informática, acredite ou não, comecei dando aula a uma penca de crianças levadas! Tem como não ficar com trauma?? O.o Depois, por incrível que pareça e foi parecido rs comecei a trabalhar num curso de informática. Continuei trabalhando com o público, apesar de lá ser ruim e pagar mal, foi o suficiente para eu terminar minha faculdade e deixar de ser vergonhosa com as pessoas. Aprendi a me portar na frente de qualquer um, ser rápida em respostas, me ajudou principalmente a terminar minha facul, TCC. Ficar na frente de muita gente falando? Eita, tirei de letra rs Bem, infelizmente na reta final da facul, perdi o emprego (faliu o curso) e eu fiquei exatamente os 4 meses no auxilio, depois consegui realmente trabalhar na área de info, onde estou até hoje. Mas não parou por aí minha flor, fiquei noiva, casei! E consegui meu ap! (não necessariamente nesta ordem kkkk foi nessa - ap, lua de mel, casório). Nos apertamos e consegui fazer tudo que eu queria, mas durmo tranquila no meu travesseiro, sem dinheiro pra comprar uma calcinha kkk mas feliz, tenho meu marido e minha casa.

    Resumo dessa história, não desista que você consegue. Te provei que é possível. Lute, chore, sorria, mas nunca desista, ok?

    Obs: Ah é, voltei com o blog, "de novo" rs
    Quem sabe eu fico, quem sabe deleto, normal de mim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ligiaaaaaa! Quanto tempo mesmo! Nunca mais te vi on no Grand Fantasia hahah na verdade, eu nem entro mais lá quase hahaha

      Obrigada por compartilhar comigo sua vivência. É muito bom saber que não estou sozinha nessa <3

      hahaha vou visitar seu blog, se ele ainda estiver por aqui! Bjos!

      Excluir

Facebook

Instagram